quinta-feira, 22 de julho de 2010

Meu coração...


Janelas velhas e abotoadas pelo tempo
Choram e rangem ao sinuoso vento
Esbravejam ao pestenejar do relento
Janelas... Móveis sem sentimentos

- As janelas devem ter sentimentos!
Afinal representam estar aberto ou não para algo...

Meu coração têm janelas?
Me disseram que o olhos de certo, eram as janelas da alma
E meu coração?
Janelas de um mostruário em dada exposição?

Hum...

Meu coração se fechou por um vento!

[apenas isso]

O resto é apenas confabular sobre madeiras e pedaços de pau.

Ana Pampanelli

Nenhum comentário:

Postar um comentário